Menino de ouro
setembro 12, 2016
Contos de fuga sem vista para o mar – Carol Rodrigues
setembro 24, 2016
Ver tudo

Juliana Curi – Artista visual, roteirista e diretora

Foto: Juliana Curi

Foto: Juliana Curi

Juliana Curi é uma artista que busca imagens que mostram como elementos e situações naturais e originais recebem, são afetados ou modificados por interferências externas. Escolhe para isso mídias como fotografia, filmes, roteiros e instalações.

Em temas como cultura popular, cultura periférica, Amazônia e o meio ambiente, Juliana encontra na cultura brasileira grande parte de seu território de expressão. Mas também imprime seu olhar ao registrar temas recorrentes em seu trabalho como o feminino e questões de gênero e identidade.

Com linguagem naturalista, sensorial e onírica, a artista cria através de sobreposições, intervenções e amplificações, atmosferas de força e delicadeza.

Nasceu em 1983 e iniciou sua carreira no departamento de criação da MTVBrasil, realizando programas e vinhetas sobre HIV, política, meio ambiente e cidadania.

Em 2008 escreveu e dirigiu seu primeiro curta­-metragem Vintage, que foi selecionado pela TNT para ser transmitido em toda América Latina, Japão e Estados Unidos. O curta também foi exibido nos festivais Cine­Vitoria e Mix Brazil.

Foto: Juliana Curi

Foto: Juliana Curi

Em 2010 ganhou o prêmio de incentivo do MinC (Ministério da Cultura do Brasil) para desenvolvimento de roteiro de longa-­metragem de ficção para roteirista estreante com o projeto Meu Elvis.

Em 2012 trabalhou com Haddock Films (produtora de “O Segredo dos seus Olhos”, ganhador do Oscar 2010 de Melhor Filme Estrangeiro) no desenvolvimento e pesquisa de roteiro do documentário Pássaro Verde sobre a imigração africana em Cabo Verde.

Em 2015 criou a série de bordado em plantas Pink Intervention que participou da exposição sobre trabalhos manuais FIO na Galeria Sin Logo em São Paulo.

Foto: Juliana Curi

Foto: Juliana Curi

Em 2016 abriu no Centro Cultural São Paulo a instalação têxtil A Batalha do Corpo, que fala sobre HIV e que foi aprovada pela Comissão Nacional de Incentivo à Cultura e participou do programa de performance Dynamic Encounters, conduzido pelo artista Wafaa Bilal no MoMA (Museum of Modern Art of New York).

Juliana Curi vive atualmente em Nova York onde desenvolve seu novo projeto chamado Vozes, que fala sobre a cultura ancestral dos povos indígenas em risco de extinção.

Priscilla Leal
Priscilla Leal
Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o) produtor(a) cultural, por isso convidei mulheres de diversas áreas para escreverem para nós. Idealizei e executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *