Artistas que você TEM que conhecer: Ocupação Trajetória(s) Mariana Muniz

Você já fez um Canvas?
novembro 4, 2015
Como administrar seu tempo de forma estratégica
novembro 11, 2015
Ver tudo

Artistas que você TEM que conhecer: Ocupação Trajetória(s) Mariana Muniz

Mariana Muniz

Mariana Muniz é atriz, bailarina e coreógrafa. Nasceu em Pernambuco, onde começou seus estudos de dança e formou-se no Rio de Janeiro pela Escola do Teatro Municipal. Em 1974 encontrou-se com Klauss e Angel Vianna e, desde então, dedica-se ao trabalho com teatro e dança contemporânea. Trabalhou com Klauss e, em 1983, mudou-se para São Paulo. Participou de muitas produções importantes em teatro; e na dança ela cria solos, frutos de suas investigações no campo das relações entre a palavra e o movimento, e das percepções que se tem do corpo em movimento, tanto no Ocidente como no Oriente. Sobre seu trabalho, Helena Katz, crítica de dança, escreveu: “Em cada uma de suas realizações, sempre ofereceu sínteses entre o que carregava no seu corpo de profissional de dança e as demandas específicas do fazer teatral”.

Atualmente, Mariana Muniz dá continuidade ao seu fazer artístico participando como diretora e intérprete de espetáculos teatrais e criando os seus próprios espetáculos junto com a sua companhia- Cia Mariana Muniz de Teatro e Dança-, onde mistura, de maneira muito própria, o teatro com a dança, em parceria com o arquiteto Cláudio Gimenez. Além da atriz e bailarina, Mariana Muniz é eutonista, formada em 2008 pelo IV Curso de Formação em Eutonia e ex – docente da Faculdade de Dança da Universidade Anhembi-Morumbi.]

2013_SESC Pinheiros _espetaculo Umanoel_na foto Mariana Muniz e Rubens Caribe_foto de Claudio Gimenez (1)

E se você quer conhecer mais da Mariana Muniz, de 11 a 14 de novembro, no MIS (Museu de Imagem e Som) acontece uma ocupação artística dividida em 03 partes, que traz a trajetória da artista. Encontros Artísticos, apresentação do espetáculo D’Existir e lançamento da exposição virtual e interativa que compartilhará itens do seu acervo pessoal.

Os Encontros serão um bate papo com profissionais que tiveram grande impacto artístico/afetivo na sua carreira, ajudando a construir a reflexão artística/poética/crítica sobre sua trajetória. A cada dia um convidado falará sobre um aspecto importante da carreira de Mariana Muniz.

No primeiro dia (11/11) será com Maria Lúcia Lee (artes corporais orientais) que lhe apresentou o Tai Chi Chuan e as Técnicas de terapia oriental que, em grande parte, são responsáveis pela longevidade da artista na cena contemporânea e importante influência na sua composição cênica.

No segundo dia (12/11), Valmir Santos o jornalista, crítico e pesquisador de teatro, idealizador e editor do site Teatrojornal comenta a trajetória de Mariana pelo viés da imprensa, através de matérias e entrevistas concedidas ao longo de sua carreira.

Fechando a série de encontros (13/11) Angel Vianna (Teatro do Movimento – 1977) uma pessoa representativa em seu percurso artístico, integrante de movimentos expoentes que influenciaram a maneira de pensar, compor e criar sua dança.

No dia 14/11 teremos a apresentação do espetáculo D’Existir que é um projeto de dança/teatro baseado em pesquisas sobre o tema da morte. Com referência poética no texto Mal Visto Mal Dito de Samuel Beckett, trata de uma artista em seus questionamentos sobre o ato de vivenciar o sentido de seus movimentos em dança e teatro. Uma viagem imaginária pelo tempo, impulsionada pelos gestos e movimentos de um corpo que se questiona e se revê em sua trajetória cênica pela vida.

Logo em seguida acontecerá o lançamento da exposição virtual (no site do MUD – Museu da Dança) e interativa que compartilhará itens do acervo pessoal de Mariana Muniz (vídeos, fotos, material gráfico, críticas, documentos, etc), cronologia e evolução de sua carreira.

2012_Sala Criasantempo_Penetraveis_na fotoMariana Muniz_foto de Claudio Gimenez (1)

Bacana né? Vale a pena ir para conhecer essa artista completa!

E segue a ficha técnica do evento

FICHA TÉCNICA (Espetáculo) :

Direção, Concepção e Atuação: Mariana Muniz | Assistência de Direção: Claudio Gimenez | Supervisão Geral: Eduardo Tolentino De Araújo | Artista Provocadora: Clara Carvalho | Música Composta: Celso Nascimento | Sonoplastia: Maurício Brugnolo | Iluminação: Ricardo Bueno Fotos: Cláudio Gimenez | Figurinista: Fábio Namatame | Produção: Ação Cênica | Assessoria de Imprensa: Fábio Camara

FICHA TÉCNICA (Exposição Virtual) :

Idealização: MUD – Museu da Dança e Mariana Muniz | Curadoria: Mariana Muniz e Cláudio Gimenez | Web Designer: Vitor Vieira | Programação Web: Dracco Publicidade | Assistente de Produção: Rafael Petri | Estagiária: Isadora Dieb | Assessoria de Imprensa: Fábio Camara

SERVIÇO (Encontros):

LOCAL: MIS – Museu da Imagem e do Som – Auditório LABMIS (Avenida Europa, 158, Jardim Europa). 66 lugares

DATA: 11/11 até 13/11 (Quarta, Quinta e Sexta das 14h as 17h).

INFORMAÇÕES: www.museudadanca.com.br / www.mis-sp.org.br

INGRESSOS: gratuito

DURAÇÃO: 180 minutos

CLASSIFICAÇÃO: livre

SERVIÇO (Espetáculo):

LOCAL: MIS – Museu da Imagem e do Som – Auditório MIS (Avenida Europa, 158, Jardim Europa). 172 lugares

DATA: 14/11 (Sábado às 19h).

INFORMAÇÕES: www.museudadanca.com.br / www.mis-sp.org.br

INGRESSOS: gratuito

DURAÇÃO: 45 minutos

CLASSIFICAÇÃO: livre

SERVIÇO (Lançamento Exposição Virtual):

LOCAL: MIS – Museu da Imagem e do Som – Foyer do Auditório MIS (Avenida Europa, 158, Jardim Europa). 172 lugares

DATA: 14/11 (Sábado às 20:30).

INFORMAÇÕES: www.museudadanca.com.br / www.mis-sp.org.br

INGRESSOS: gratuito

DURAÇÃO: 90 minutos

CLASSIFICAÇÃO: livre

Sobre Dança no MIS:

Dança no MIS é um programa mensal, com curadoria de Nátalia Mallo, em que coreógrafos são convidados a escolher uma área do Museu para compor um trabalho site-specific em dança. O projeto leva ao público apresentações de artistas que transitam por diferentes linguagens e se interessam por interferir artisticamente no espaço público.

Sobre MUD – Museu da Dança:

MUD – Museu da Dança é uma iniciativa que busca preservar a memória da dança brasileira por meio do compartilhamento de acervos e informações históricas. É o primeiro museu da dança na América Latina e o primeiro museu virtual da dança do mundo. Para conhecer mais, basta acessar www.museudadanca.com.br e seguir os perfis do MUD nas redes sociais.

FLYER MISS (2)

_MG_0162Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o) produtor(a) cultural, por isso trago no blog informações jurídicas, que estão envolvidas na atividade artística, além de informações de produção e gestão cultural. Idealizei e executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

 

Priscilla Leal
Priscilla Leal
Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o) produtor(a) cultural, por isso convidei mulheres de diversas áreas para escreverem para nós. Idealizei e executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *