Artistas que você TEM que conhecer: e estão no youtube

Descomplicando – mesmo – a Lei Rouanet
agosto 5, 2015
Financiamento à cultura – Editais culturais
agosto 12, 2015
Ver tudo

Artistas que você TEM que conhecer: e estão no youtube

Sophie Calle

SophieCalle

 

Sophie Calle é uma artista francesa nascida em 1953. É considerada uma artista conceitual, e seus trabalhos discutem a questão da intimidade, utilizando diversos suportes como livros, fotografias, vídeos, filmes e apresentações.

Dentre alguns projetos da artista, podemos destacar o “Take Care of Yourself”, ou em português “Cuide de você”, que esteve em exposição no Sesc Pompéia, São Paulo, e no Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador, ambas em 2009.

Basicamente, Sophie mandou uma carta que recebeu de seu namorado, rompendo a relação, para  100 mulheres de diversas profissões e de diversas nacionalidades, e pediu para elas responderem. E, depois, fez uma exposição.

Outro projeto, que aconteceu nos anos 80, é o Vénitienne (Suite Venetian), no qual por meses Sophie seguiu pessoas estranhas pela rua. Um belo dia Sophie encontrou um homem que ela havia seguido e soube que ele iria à Veneza. Bem, ela foi para Veneza e  documentou sua busca pelo desconhecido.

Ainda nos anos 80, ela pediu para a mãe contratar um detetive para espioná-la e fazer uma descrição minuciosa sobre sua rotina diária. E, lógico, depois todo esse material virou uma exposição.

No youtube tem bastante material sobre a Sophie Calle. Separei esta entrevista:

Ana Mendieta

É cubana, tendo dedicado-se à performance, escultura e pintura. Aos 12 anos foi morar nos Estados Unidos, fugindo do regime de Fidel Castro, em uma operação chamada “Operação Peter Pan”, um programa de colaboração entre o governo dos EUA e a Igreja Católica. Ana foi para um abrigo de refugiados com sua irmã mais velha. Em 1966 reencontrou sua mãe e irmão e em 1979, seu pai se juntou a família, já que passou 18 anos como preso político em Cuba.

As obras de Ana Mendieta são autobiográficas e focadas em questões feministas. Ela falou de violência, vida e morte, e pertencimento. Em 1972 Mendieta começou a fazer performances e Earth-body Works. Sua série “Silhueta” é um de seus trabalhos mais conhecidos e consiste em uma série de imagens nas quais a artista faz a silhueta de seu corpo aparecer em meio à natureza: no chão gramado, de terra batida ou molhada, na areia, entre uma vegetação rasteira ou na água.

ana_mendieta2Silueta

 Ana Mendieta também utilizou vídeos e fotografias em suas performances. Infelizmente, a artista teve um fim trágico: no dia 08 de setembro de 1985, em Nova Iorque, Ana caiu de seu apartamento no 34º andar, onde ela morava com o marido, o escultor minimalista Carl André. Segundo os vizinhos, pouco antes de sua morte, ouviram o casal discutindo violentamente, no entanto, nada ficou provado contra Carl. O caso foi encerrado como possível acidente ou suicídio.

Untitled (facial hair transplants), 1972

Untitled (facial hair transplants), 1972

Tem sugestão ou mais material sobre essas artistas para compartilhar? Entra em contato com a gente!

Até mais!

Priscilla Leal

_MG_0162Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua  relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o)  produtor(a) cultural, por isso trago no blog informações jurídicas, que estão  envolvidas na atividade artística, além de informações de produção e gestão cultural. Idealizei e  executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

Priscilla Leal
Priscilla Leal
Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o) produtor(a) cultural, por isso convidei mulheres de diversas áreas para escreverem para nós. Idealizei e executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

2 Comments

  1. Smithe185 disse:

    I’m pleased that I seen this website, precisely the proper information that I was trying to find! ddecdeedbeeaeefc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *