Artistas que você TEM que conhecer: e estão no NetFlix

Ganhei um edital! E agora?
julho 8, 2015
Como estruturar sua idéia e transformá-la em realidade?
julho 15, 2015
Ver tudo

 

PENNY MARSHALL

PennyM

Quem nasceu na década de 80 certamente vai se lembrar do filme “Quero ser Grande“, com Tom Hanks. A clássica cena do teclado gigante na loja de brinquedos…bem é clássica! Coisa boa era poder ficar em casa e assistir à sessão da tarde.

Agora você sabia que a diretora deste filme é uma mulher? PENNY MARSHALL. Além de diretora, Penny é produtora e atriz. Foi a  primeira mulher a dirigir dois filmes de mais de 100 milhões de dólares cada ( “Quero ser grande” e “Uma equipe muito especial”). Destaco ainda o filme “Tempo de Despertar”, cuja direção é da Penny Marshall ( e que eu adoro!).

Apesar disso Penny nunca ganhou o Oscar, premiação importante nos Estados Unidos. Aliás, atá o momento somente 04 mulheres foram nomeadas ao oscar e uma ganhou: Kathryn Bigelow em 2010, com o filme “Guerra ao Terror”.

Até parece que não existem muitas diretoras, mas quando você se lembra que a Penny Marshall imortalizou uma cena no cinema, a já citada clássica cena do Tom Hanks brincando no teclado gigante na loja de brinquedos do filme “Quero ser Grande”, é bem difícil cogitar que as mulheres não fazem cinema nos EUA, não?

Ai é que tá. Elas fazem sim, inclusive o número de estudantes mulheres é quase o mesmo que o de estudantes homens, nas escolas de cinema dos EUA. Hollywood é misógino, e o número de mulheres na direção dos filmes, por exemplo, vem diminuindo. Tanto que a American Civil Liberties Union (ACLU) pediu ao Governo americano soluções para essa situação. Na última premiação do Oscar as atrizes começaram uma campanha com os jornalistas: por que para as atrizes perguntavam sobre os vestidos e para os atores sobre o trabalho?  A atriz Patricia Arquette, ao receber a estatueta de melhor atriz coadjuvante em 2015, também falou da desigualdade de gênero no cinema.

Lembrando que o oscar é transmitido mundialmente e tem um forte apelo comercial, essa movimentação das atrizes e diretoras faz com que o mundo pare para pensar no assunto. Mulher faz cinema sim! E de qualidade! Olha só a cena que citei, Penny Marshall simplesmente arrasou:

Outra mulher poderosa do cinema e que merece destaque

ELISA TOLOMELLI

elisa tolomelli

Elisa Tolomelli foi produtora executiva de grandes filmes brasileiros, como “Central do Brasil” e “Cidade de Deus”. Além de produtora é também roteirista e diretora, responsável pela distribuição do filme e exibição. Ou seja, a Elisa Tolomellii é uma profissional que passa por toda a cadeia produtiva do cinema. Ela fundou a EH!Filmes e, no momento, está produzindo o filme “A Floresta que se Move”. Esse longa foi falado na imprensa por conta da atriz Ana Paula Arósio, que disse não para a Globo e sim para a Elisa.

Um fato interessante é que no cinema, a área de produção é uma área com maior concentração de mulheres. É apenas uma constatação, infelizmente não demonstra que não existe desiguladade de gênero no cinema ou que as mulheres tem iguais oportunidades que os homens. Pelo contrário, é necessário se debruçar sobre esse fato para entender porque em uma cadeia produtiva com tantas funções as mulheres se concentram em apenas uma. Como mencionado acima: não há mulheres diretoras? Bem, eu dúvido!

A Elisa Tolomelli tá ai para provar que mulher pode fazer um excelente trabalho no cinema, e em qualquer função. A Produtora deu uma entrevista muito bacana para o site “Mulher no cinema”, cujo link tomo a liberdade de disponibilizar aqui neste espaço: “Elisa Tolomelli fala de mulheres na produção e filme com Arósio”.

Em seguida está o trailer do filme “Como esquecer”, cuja produção foi da Elisa Tolomelli e a direção de outra mulher: Malu Martino.

Os dois filmes estão disponíveis no NetFlix. Ah, “Cidade de Deus” e “Tempo de Despertar” também! Eba!

Se você conhece mais mulheres do cinema e quer compartilhar manda para a gente!

Até a próxima semana!

Priscilla Leal

_MG_0162

Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua  relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o)  produtor(a) cultural, por isso trago no blog informações jurídicas, que estão  envolvidas na atividade artística, além de informações de produção e gestão cultural. Idealizei e  executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

Priscilla Leal
Priscilla Leal
Sou atriz, advogada e gestora cultural. Reuni as três atividades neste espaço virtual, para criar um lugar de divulgação e compartilhamento de trabalho das mulheres artistas. Acredito na importância deste espaço para destacar essas mulheres e sua relação com a arte. Também acredito na profissionalização da(o) artista e da(o) produtor(a) cultural, por isso convidei mulheres de diversas áreas para escreverem para nós. Idealizei e executei o seminário “Mulheres Artistas na Ditadura”, na Caixa Cultural São Paulo, em 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *